O projecto

Tabernas do Alentejo – Arte & Ciência

foi um dos projectos vencedores do OPP Ciência em 2017 tendo, por isso,

sido financiado com as verbas atribuídas pelo Governo Português a este projecto nacional.

O que é o OPP?

O OPP é um processo democrático deliberativo, direto e universal,

através do qual as pessoas apresentam propostas de investimento

e que escolhem, através do voto, quais os projetos que devem ser implementados em diferentes áreas de governação. Através do OPP as pessoas podem decidir como investir 5 milhões de euros.

O OPP abrange a totalidade do território português, integrando grupos

de propostas de âmbito territorial diferenciado: 1 de âmbito nacional;

1 por cada uma das áreas das NUT II (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve); 1 por cada Região Autónoma.

Estes grupos de propostas não concorrem entre si, tendo cada um deles a sua dotação financeira. Cada região do país terá sempre assegurada a existência

de projetos vencedores do OPP no seu território.

Podem participar no OPP todos os cidadãos nacionais com idade igual

ou superior a 18 anos, apresentando propostas e votando nos projetos

da sua preferência.

 

OPP CIÊNCIA

A implementação do OPP é um compromisso do programa do Governo,

e tem como objetivo construir em Portugal um projeto de participação cidadã que aproxime as pessoas da política e que promova maior ligação e integração entre territórios através de projetos de âmbito nacional.

Na sua primeira edição, em 2017, o voto dos cidadãos em todo o país seleccionou oito projetos na área da ciência, promoção da cultura científica, comunicação de ciência e inovação tecnológica. A Ciência Viva lançou um concurso, em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia,

sob a forma de um convite público à apresentação de candidaturas por entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional, nomeadam

ente unidades de I&D, instituições de ensino superior e instituições privadas sem fins lucrativos que incluam no seu objeto social a promoção da cultura

e/ou literacia científica e tecnológica, para a execução dos oito projetos vencedores da primeira edição do Orçamento Participativo de Portugal,

na área da ciência.

O Centro Ciência Viva de Estremoz e a Universidade de Évora aceitaram

o convite público, da Ciência Viva e da Fundação para a Ciência e Tecnologia,

e apresentaram uma candidatura para a implementação do projecto vencedor da OPP Ciência Tabernas do Alentejo – Arte & Ciência. Tendo a referida candidatura sido selecionada, o Centro Ciência Viva de Estremoz

e a Universidade de Évora são os responsáveis pela implementação do projecto, com o prazo de execução de 1 ano.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now